sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Violência na Escola??

Oi Galera do Blog, to sumido!

Bem, final de semestre chegando, prazos se esgotando. Estou agora nos momentos finais da monografia que estou escrevendo, cujo tema é A influência do comportamento dos Estudantes na Aulas de Biologia na Escola Estadual Cônego Osvaldo Lustosa.

Ufa, título grande e grande trabalho também.
Já fazem quase uns três anos que fui designado pra fazer estágio nessa escola, é uma escola que fica no alto do morro, conta com uma galera bem diversificada, alunos de várias idades.

Escrever a monografia envolveu todo um trabalho de pesquisa, que compreendeu desde o entendimento do conceito de violencia até estudos da Psicologia da Educação. Eu precisei investigar se aquela escola era de fato violenta, como aparentava ser. A escola é cheia de sinais de violência, uma violência que alguns autores reconhecem como implícita, porque é algo sutil é um tratar revestido de preconceitos da escola para com o aluno.

Foi uma investigação interessante. Pra minha surpresa, eu acabei me afeiçoando à escola e até descobri que ela (a escola) nem é tão violenta assim. Dá pra tomar uns sustos lá dentro, mas nada demais quando comparamos à outras escolas violentas da região e às escolas dos grandes centros urbanos, onde a violência já é parte do dia a dia das pessoas.

Bem, por enquanto é isso pessoal. Essa semana imprimo a mono (acredito que está bem feita!) e dá-lhe datashow e gogó e cérebro bons pra apresentá-la para a banca (semana que vem socorro!)

P.S. Hoje já é dia 27 de janeiro e apresentei a monografia no dia 15 de dezembro. O sufoco e a ansiedade de fazer uma apresentação importante passaram e vim fazer alguns comentários sobre a experiência. Tirei nota 8,0. Queria ter ficado com 10 mas realmente algumas coisas não saíram tão bem no decorrer da minha pesquisa e por isso foi até uma nota bacana. Acho que fiz a coisa bem feita, preparei uma apresentação bonita, fiz boas fotos para apresentar a escola e os "personagens" envolvidos na monografia. Recebi alguns elogios que levantaram minha estima: "apresentação elegante", "domínio do conteúdo", "futuro grande professor de biologia", "você está muito mais centrado" e "linda dedicatória feita para sua filha!" Po, fui nas estrelas!!

Também recebi algumas críticas da banca que examinou a monografia, um pouco difíceis na hora, porque por mais que eu tivesse feito vários exercícios de respiração, yoga pra ficar tranquilo e dominar a apresentação, o que de fato aconteceu, no momento da crítica eu já estava meio cansado. Mas o tempo passou e refleti e percebi que as críticas também são muito boas. Ser criticado é interessante. Significa que estou mexendo com a percepção de alguém. Significa também um convite a participar mais a fazer cada vez melhor o que me é proposto fazer.

No caso desse trabalho da violência na escola a crítica que achei mais difícil, foi a de que não consegui sistematizar a pesquisa. Ou seja, não apresentei um monte de números para a banca (mas deixei muito claro, desde sempre, no texto e na apresentação, que se tratava de uma pesquisa qualitativa, que é uma metodologia de pesquisa que foca em algum caso, ou em um grupo de estudantes, como no meu caso). E a escola colaborou comigo mas não muito!

Mas enfim, etapa cumprida e alívio nos ombros!

Nenhum comentário:

Postar um comentário