Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2014

Corpo sem órgãos

Imagem
Talvez eu queira estourar meus pulmões de tanto fumar. Derreter o fígado de tanto beber. Arrebentar a laringe de tanto gritar. Abarrotar o estômago de tanto comer, estraçalhar o coração de tanto quebrar, entortar a coluna de tanto andar, lotar o cérebro de muito estudar, os olhos se gastarem de tudo querer ver, os dedos se cortarem de tudo querer fazer. Estou e sempre estive mesmo sem saber que estava, em busca do Corpo sem Òrgãos. Artaud pensou nessa ideia em 1947 quando resolveu se opor aos órgãos, pois esses traziam peso, confusão e ao se integrarem a um organismo passam a ser instrumentos controláveis. Baseado nessas ideias, Gilles Deleuze e Felix Guatari desenvolveram o conceito de Corpo sem Òrgãos (CsO) em suas obras O anti-édipo e Mil Platôs (Vol. 3 Como criar para si um corpo sem órgãos). 
O Corpo sem Òrgãos está na imanência do desejo, é potência criadora. Ele não é um espirito, não está pronto e ao mesmo tempo é pré-pronto. É o que se preenche por intensidades e materializa…